BLOG HQ LIVRES

Black Hammer - os heróis fora da caixa

Black Hammer - os heróis fora da caixa

A edição atual de Black Hammer foi lançada no Brasil pela editora Intrínseca no ano de 2018 em 4 volumes e conta a mesma história publicada pela primeira vez nos Estados Unidos em 25 fascículos. Segundo o autor canadense Jef Lemire a ideia inicial foi concebida por volta do ano de 2007 e 2008 mas ele mesmo só veio a trabalhar na série em 2014, finalizando sua publicação em 2016. Os desenhos são de Dean Ormston com cores de Dave Stewart. A publicação foi feita pelo selo Dark Horse.

Breve resumo

A história começa com os heróis Abraham Slam, Barbalien, Menina de Ouro, Madame Libélula, Coronel Weird e Talky-Walky em uma estranha fazenda após uma batalha com o grande vilão cósmico, o Anti Deus. Ao vencerem o vilão libertando Aspiral City e o mundo deste grande mal, algo aconteceu e todos foram parar neste tipo de mundo paralelo, onde são completamene desconhecidos.

black hammer fazenda

Enquanto isso, dez anos se passaram em Aspiral City e Lucy, filha de Joseph Weber, o Black Hammer não se conforma com o sumiço do pai e da equipe e passa a investigar o caso atrás de pistas que possam esclarecer tudo, até que encontra uma cápsula enviada por Walky-Talky e através dela consegue localizar um portal no espaço que a leva direto para a fazenda, encontrando a equipe de heróis desaparecidos. Infelizmente ao chegar constata que seu pai morreu ao tentar sair da fazenda que é protegida por algum tipo de domo.

Próximo a esta fazenda, há uma pequena cidade onde todos, de uma certa forma, se envolvem com outras pessoas. Tudo parece normal demais. Mas Lucy com seu senso investigativo não desiste e percebe que tudo aquilo é um pequeno mundo fictício, o que a leva para outras realidades em busca de uma saída. O desfecho desta busca por respostas é surpreendente e coloca os heróis diante de uma realidade ainda mais dura. O retorno da equipe para Aspiral city, traz com eles um perigo muito grande e faz com que eles tenham que tomar uma importante e difícil decisão para vencerem mais uma vez o grande mal que se aproxima. A história reserva surpreendentes emoções até a última página e só no final fica claro por que eles realmente são grandes heróis.

Impressões sobre a obra

Cada personagem tem sua história que antecede a trama. Ao longo dos quatro volumes podemos conhecer um pouco mais sobre cada um deles. O autor que é fã dos super heróis da Marvel e DC soube abstrair para seus personagens o elemento que foi o diferencial. É possível identificar alusões como a Menia de Ouro, que é uma mulher adulta passando para meia idade, que quando diz a palavra mágica “Zafram” se tranforma em uma adolescente com super poderes. Quem conhece o herói da DC, Shazam sabe que algo semelhante e inverso acontece com ele. Barbalien tem uma história semelhante ao Caçador de Marte. Abraham Slam tem um pouquinho de Capitão América, Batman e Superman. Madame Libélula tem poderes que lembram um pouco Zatana, Jean Gray e até mesmo o Mandraque. Outro lance interessante desta personagem é que foi casada com o Monstro da Lama, que unindo a seu jeito sombrio, leva a uma recordação do Monstro do Pântano de Allan Moore. Outro personagem muito louco é o Coronel Weird, que lembra um pouco a história dos personagens do Quarteto Fantástico. Segundo o próprio autor, que também é membro do time da DC/Vertigo, seus heróis são uma homenagem aos personagens e histórias que o inspiraram desde muito novo.

Ao invés de narrar lutas épicas cheias de ação e aventura, com super heróis, super poderes e super vilões, Jeff Lemire levou sua trama para os conflitos e personalidades de Black Hammer. Fez algo parecido com o que fez Stam Lee. Deu uma vida normal com problemas triviais aos seus heróis. Isso faz com que o público leitor de hoje em dia se identifique muito com cada personagem e dá uma identidade contemporânea para a série.

Os autores

O autor Jeff Lemire é canadense e criador de outros sucessos como o Condado de Essex e Sweet Tooth. Em 2012 Foi indicado ao Eisner Award de “Melhor Escritor” por seu trabalho em Sweet Tooth e nas séries Animal Man e Frankenstein, publicadas pela DC Comics [wikipedia]. Na Marvel Comics foi responsável por títulos como Cavaleiro da Lua, Extraordinários X-Men, Velho Logan e Gavião Arqueiro [wikipedia]. As primeiras histórias de Black Hammer, como mencionado anteriormente surgiram entre os anos de 2007 e 2008. Além dos roteiros, ele mesmo fez os desenhos. Após conseguir fechar acordo com a Dark Horse acabou criando e publicando Sweet Tooth antes. Quando retomou Black Hammer optou por convidar Dean Ormston para desenhar a série. O que segundo ele, deu muito certo por causa do traço ter ficado bem diferente dos heróis publicados até então.

Conclusão…

Como escrevo este texto para falar de minha experiência com esta obra, quero dizer que gostei muito de tudo. A história prende a atenção da primeira até a última página com um roteiro muito bem escrito. Os desenhos e as cores também ficaram muito bons, saindo um pouco do padrão convencional publicados até então. Uma coisa muito legal foram as capas originais dos fascículos ilustrando o início de cada capítulo nas revistas da Intrínseca. Outro conteúdo que enriqueceu muito foram os desenhos de outros artistas ilustrando com os personagens ao final de cada um dos quatro volumes, além dos esboços e anotações do autor falando dos estudos das capas.

black hammer colecao e1626037243666

Quero enfatizar que este texto não recebe nenhum apoio de nenhuma editora ou algo do tipo e que os volumes que tenho são de meu acervo pessoal e foram adquiridos por mim em site de compras online.

Se você leu até aqui, espero que tenha gostado e se quiser pode entrar em contato ou deixar seu comentário abaixo.

Aproveito também para deixar o link caso queira adquirir a coleção.

Obrigado e até a próxima.

 

What do you think?

Send us feedback!

header banner 1 1024x130